Todos os posts que tenho escrito do Jejum de Daniel são da fase de maior crescimento em minha vida, porém de maiores dificuldades da minha vida.

Dos meus 12 aos 22 anos, eu passei por tanta coisa, que escrevendo no blog…tenho falado coisas que nunca falei pra ninguém. E estas história têm ajudado muitas pessoas. Tenho recebido muitos comentários, inbox no Face, Instagram direct e whatsapp. Estou super feliz com toda a repercussão. É muito bom saber que minhas experiências têm ajudado outras pessoas.

A experiência de hoje se passo quando eu tinha 15 anos.

Eu trabalhei com o meu pai na mercearia dele desde criança. Toda a família é prova, de que eu estudava de manhã e trabalhava com ele a tarde e até a noite. Diferente dos meus amigos da adolescência, que ficavam à toa em casa, eu trabalhava, e muitas vezes, meu pai estava pescando, jogando futebol ou trabalhando com outra coisa. Não vou entrar nesse mérito, porque a vida do meu pai é problema dele.

Vamos aos fatos pra resumir? Eu com 15 anos, estudava muito e gostava, trabalhava atéééé com o meu pai, e ia pra igreja (sempre fui compromissado com a obra de Deus).

Acredito que nessa época meu pai queria que:

  1. eu fosse pescar com ele
  2. eu trabalhasse com ele nas roças de abacaxi que ele tinha
  3. jogasse futebol (eu nunca tive talento, até gostaria de ter, mas sempre fui péssimo e meu pai sempre foi ótimo jogador, e fã de futebol)
  4. de certo, queria que eu tivesse namorando (ostentando ser homem – como se namorar  significasse uma coisa)
  5. não queria que vivesse tão envolvido com as coisas da igreja e causas sociais

 

Além do meu pai ter a visão dele, imagino que os amigos de pesca e de futebol, falassem um monte de abobrinhas na cabeça dele. E isso influenciava a visão que ele tinha de mim. E aí, vira e mexe, ele me tratava super mal. Poxa! Eu era praticamente empregado do meu pai, chegava a trabalhar mais horas do dia do que ele, e mesmo assim, ouvia muitas abobrinhas dele. Mas, ok, vamos respeitar e seguir em frente.

Um dia, no balcão do mercearia, eu atendia um cliente, e os amigos do meu pai ali, após mais uma pelada de futebol. Não lembro o que meu pai me perguntou, já era tarde, umas 21h, e eu respondi que eu queria ir embora, que eu já estava cansado de ficar o dia todo naquela mercearia, que ele tava fora o dia inteiro, quando de repente, perto daquele monte de homem tudo marmanjo, eu levo um tapa na cara do meu pai. Eu fiquei sem reação. Que vergonha que eu fiquei!  Não dei conta de olhar pra ele, nem de responder nada, simplesmente sai correndo.

Claro que perdoeei ele no dia seguinte, mas naquele momento chorei pela vergonha e injustiça, de um adolescente estar trabalhando tanto e mesmo assim meu pai dar mais crédito as piadas dos colegas e à sua ignorância.

Muitas vezes, recebemos tapas na cara, talvez não físicos, mas com palavras, com atitudes, de quem não esperamos. E aí, só o bálsamo do Senhor pra nos lavar e nos refazer. Jesus nos ensina a dar a outra face, e que pedido duro foi esse de Jesus, né?

No meu caso, dar a outra, foi continuar trabalhando com o meu pai …6…8h por dia e ainda convivendo com aquele bando de homem (que trabalhavam bem menos que eu, um adolescente de 14…15 anos).

Mas o tapa na cara que eu levei, não me jogou no chão. Me jogou pra frente, me fez dar um salto gigante. No meu coração, o meu desejo de ser diferente e ser o que Deus sonhou pra mim, se tornou ainda mais ardente. Eu tinha certeza do que eu queria, e não foi um tapinha que me tiraria do foco, que me faria me sentir no chão. Não aceitei isso! Não me senti vítima em nenhum momento.

Eu tenho muita dó do meu pai. Ele não teve educação, e não sabe conversar. Aquele tapa foi uma comunicação, de que ele não queria que eu continuasse como eu estava (por mais que eu tivesse certo). Muitas vezes, os pais precisam acreditar mais nos filhos. Ele poderia desconhecer meus sonhos, mas poderia sentar pra conversar e falar…filho…eu acredito em você. Mas ele, como não tinha personalidade, foi no pouco conhecimento que tinha e na crista dos amigos ignorantes e sem noção. Pedir pra ele enxergar mais longe, era pedir demais. A visão dele era ilimitada e ele desconhecia o que o futuro me preparava. Compreendo ele, sei que ele sempre preocupou comigo e tentou fazer o seu melhor.

Muitas vezes o mal usa pessoas que amamos. Usam sua boca pra nos falar coisas terríveis. Usam seus corpos para nos bater. Usam seus olhares para tentar nos jogar pra baixo. Mas quando nascemos de Deus, nascemos com uma capacidade incrível que se chama “vencer o mundo”. Vencer o mundo, significa, vencer tudo. Você é capaz!

E por que o mal usa pessoas tão próximas e que amamos? Porque como ele não consegue atingir nosso corpo e nossa vida diretamente, ele usará pessoas, que temos grande admiração e carinho. Usando tais pessoas, eles muitas vezes consegue atingir, nos deixar tristes e desesperançados. Por isso, é preciso ter uma visão espiritual da situação e separar o mal daquela pessoa que está usando pelo mal. Ela é apenas uma marionete, já que não tem uma vida espiritual forte. Facilmente ela é usada pelo mal pra tentar derrubar outras pessoas.

Eu perdoeei meu pai há muito tempo, naquele dia mesmo. Não cheguei pra ele e falei…pai eu te perdoo, tá? Eu falei isso, através das minhas atitudes. Por muuuuito tempo o próprio diabo usava o meu pai pra tentar matar os meus sonhos. Mas eu sabia que não era o meu pai. Tadinho, ele era apenas usado pelo mal. Eu orava por ele.

Ore pelos que são fracos espiritualmente. Eles têm seus corpos usados pelo mal, mas depois realmente se sentem mal, porque eles veem o papelão que fizeram. Ore pela libertação daqueles que tentam matar seus sonhos. Este é o maior sinal de perdão e de que você não tem mágoa. Não vale a pena!

E se você levou “algum tapa na cara”, perdoar é o melhor caminho. Deixar isso dentro de você, é como preservar lixo dentro de sua casa. E lixo atrai ratos, insetos e doenças, ou seja, a mágoa traz outras companhias ruins. Libere o perdão. Ore a Deus e peça forças, você vai conseguir.

1 COMMENT

  1. Muito bom !!! Estou amando o seu blog. Parabéns pelo trabalho que está me ajudando bastante.
    Deus te abençoe e te use pra alcançar outras pessoas !!!

LEAVE A REPLY