rei-da-pipoca-festa-junina

Junho poderia ser lembrado apenas como 1 mês após o dia das mães, ou o mês seguinte ao mês das noivas. No Brasil, junho é o mês das festas juninas. As escolas de todo o país promovem a famosa e tradicional festa.

Quando eu era menino a festa junina era motivo de grande alegria e medo. Medo de não dançar com a menina que eu gostava, ou de dançar com uma menina “feia”. Santa inocência! Um mês antes da festa junina começavam os típicos ensaios e uma disputa acirrada, quem vai ser o Rei e a rainha da Pipoca este ano?

Cada “candidato” recebia um talão com muitos cupons a serem vendidos. Na minha época era R$0,50. Ganhava o concurso quem mais vendesse esses cupons. E aí a galerinha vendia para todo mundo. Desde o porteiro da escola, avó, tia, vizinha. Era uma festa só. No dia, cada candidato a “rei e rainha” levava uma sacolinha com muitas moedas, notas e uma expectativa que não cabia nem naquela sacola, nem no meu infantil coração.

Dezoito anos após a minha eleição como “Rei da Pipoca” na escola que estudava, a eleição continua acirrada, mas agora nas redes sociais.

De três anos para cá, com o fortalecimento das redes sociais no Brasil são inúmeras as campanhas de “a foto que for mais votada”, “a foto mais compartilhada”, “a foto que tiver o maior números de #curtir#”, “o vídeo mais curtido” ganha um iPad, um iPhone, um notebook e por aí vai.

A moeda de troca mudou. Nada de moedas e notas de 1 real. O voto agora é um curtir. E aí, quem envia a foto sai igual um louco, recorrendo a todos os seus 2.000 “amigos do Facebook” em busca de votos. Recentemente acompanhei a saga de um amigo pelo Facebook louco por votos, louco por um iPad de uma promoção da El Global Construtora. Agora, semana passada foi a vez de uma amiga participar de um concurso para assistir ao Show do Fábio Júnior.  Os tempos passam, as táticas permanecem. Os meios mudam, as pessoas continuam sendo mesmas.

Não sou contra este tipo de promoção. Só queria deixar registrado que junho está aí. Muitos “reis e rainhas” da pipoca serão eleitos nas escolas públicas e privadas, e muitos “reis e rainhas” continuarão por muito tempo o seu reinado nas redes sociais. Em busca de votos, de curtir, de compartilhar. O legal da promoção via rede social é que o seu reinado pelo menos vale 1 prêmio mais duradouro. Já o reinado da pipoca é apenas um “estouro.

Vida, minha vida. Quantas vidas viveremos para assistir o mesmo espetáculo em palcos diferentes? Talvez essa seja a graça. Assistir o mesmo show, com diferentes artistas. As mesmas músicas, em ritmos diferentes.

Esse post eu dedico ao Alê Serafim que levou o seu iPad e a Sandra Prata que infelizmente não ganhou seu ingresso para o tão esperado show de Fábio Jr.

2 COMMENTS

  1. Foi divertido … até então, nunca tinha investido nesse tipo de promoção … a intenção não era simplesmente pelo ingresso, pq para isso existiam outros meios, mas a possibilidade de ir junto com mãezinha no camarim dele, me fez implorar votos pruzamiogos … Aproveito aqui, para te agradecer e agradecer tb aos mais de 100 amigos que curtiram comigo! Valeu

  2. Comeca com uma brincadeira, mas depois vc vai vendo q tem chances e investe o seu tempo. Torra a paciência dos amigos, mas no fim, tudo vale a pena. Detalhe: to digitando do meu iPad agora, hahahahahhaahha.

LEAVE A REPLY