Não sou de falar mal de nenhum filme. Até os filmes que os especialistas criticam eu sempre acho partes legais e lições importantes. Tem filme que a história é fraca, mas as atuações salvam a história. Tem filme que a história é muito forte, e a trilha horrível. Eu sempre vejo um lado bom!

Domingo passado olhei a programação do Cinema e achei interessante a sinopse do filme “Maria Madalena”, afinal, a personagem tem uma história biblicamente conhecida e por ser época de Páscoa, achei que seria um filme excelente, com lições incríveis e que eu indicaria pra todos meus amigos e seguidores. Putz!!! Que decepção.

  1. A abertura do filme é estranha, com Maria Madalena afundando no mar. Mas ok, vamos lá!
  2. O filme carrega o nome da personagem, mas sinceramente, o Jesus do filme aparece mais vezes.
  3. A história é meio confusa e foge bastante do que estamos acostumados a ler na Bíblia.
  4. Jesus vai libertar Maria Madalena quando ela está no auge de sua crise e fala pra ela que ela não tem demônios. Oi??? A Bíblia fala que Jesus expulsa os demônios, inclusive expulsou de Maria Madalena.
  5. O Jesus do filme é bipolar, depressivo, muito humaninho pro meu gosto. Quando vai expulsar os demônios ou curar as pessoas, parece que mal passa pra ele e ele tem crises.
  6. O Jesus do filme é pesado, tem um olhar maligno e uma feição meio macabra.
  7. A relação entre Jesus e Maria Madalena tem muuuita intimidade e contato físico. O filme insinua que os dois tenham tido um casinho.
  8. No filme, Maria Madalena se torna a assistente mais importante de Jesus, muito a frente de todos os discípulos. Totalmente fora do que a Bíblia fala.
  9. Apesar do filme ser cristão, a linguagem usada por Jesus e Maria Madalena lembra muito o de filmes e livros espíritas. Na hora do batismo Jesus fala “receba luz e renasça, vem aí uma nova era”. Nunca vi Bíblia nenhuma usando tais expressões. Não tenho nada contra os espíritas. Tenho muitos amigos e respeito a fé e o comportamento deles. Estou me referindo a linguagem do filme. É igual um filme espírita ter um linguajar evangélico.
  10. No final do filme eles justificam sua criação para mostrar um erro de um papa católico que conseguiu infiltrar no mundo a ideia de que Maria Madalena foi prostituta. Que motivo mais idiota. Eles tiveram uma oportunidade maravilhosa de contar uma história linda como a de Maria Madalena, mas não mostrou nada de novo, aliás, as novidades foram absurdos e erros muito idiotas.
  11. Em tempos de igualdade de gêneros, o filme quer mostrar o protagonismo de Maria Madalena no ministério de Jesus. Claro que as mulheres tiveram papel super importante, alias, em se tratando de fé, não tem sexo. São almas valiosas, mas a tentativa do filme ficou muito forçadinha. Que preguiça!
  12. Minha esposa e nossas amigas saíram antes de 30 minutos do filme, do tanto que tava uma surra de absurdos. Eu fiquei até o final pra ter uma conclusão do filme todo. Mas que tempo perdido. Socorro, xófens!

Não perca seu dinheiro com esse filme. Tem filmes maravilhosos em cartaz como Pantera Negra.

1 COMMENT

  1. Obrigado pelo artigo! Sem dúvida alguma ele foi um grande motivador para que eu assista, pois uma coisa ele deixou bem claro, você não tem qualquer conhecimento sobre história, muito menos sobre os evangelhos apócrifos, tão pouco sobre o que aconteceu no concílio de niceia , concílio de constantinopla de éfeso, dentro outros. O que me parece é que você possuí um conhecimento extremamente raso sobre o cristianismo primitivo. Enfim, diante mão agradeço por ser um grande incentivador para que eu assista ao filme.

LEAVE A REPLY