dislike_joganogoogle

Algo é certo quando sempre encontro jovens reunidos. Além da conversa sobre coisas que rolam na internet, como memes, vídeos e hashtags semanais, tem a tal da bebida que permeia 99% das conversas. Basta alguém falar que vai sair ou que vai para alguma festa, o negócio piora. “Nossa bebi demais”. “Bicho bebi até cair”. “Nossa, eu sai carregado da festa, não reconhecia ninguém”. Isso é tem sido cada vez mais constante.

Beber cerveja sempre foi algo normal em festa, desde que me entendo por gente. O que me deixa irritado não é isso. Cada um bebe o que quer, e faz na vida o que é melhor para si. O que me deixa intrigado é o fato de que a juventude tem bebido cada vez mais, e isso de maneira excessiva. Quanto mais garrafas der conta, mais a pessoa é considerada “fera”, o forte e o bonitão do pedaço. Isso quando não são garrafas ou litros e sim caixas. Parece que para ser aceito é necessário beber muito, senão você é  o fraco da história. O que será que tanta bebida tenta esconder? Frustação, problemas, tristezas, ou simplesmente a bebida dá tanto prazer assim? Acredito que não.

Aprendi que na vida é preciso ter moderação e equilíbrio em tudo. Equilíbrio nas amizades, na leitura, no trabalho, na faculdade, até com assuntos religiosos, campeonatos e hobbies. Mas o que tenho visto é uma geração desequilibrada quando o assunto é bebida. O melhor da festa são as pessoas, e o que menos eu vejo em festas são pessoas curtindo pessoas. Parece um ambiente Facebook onde o curtir é algo tão normal. Mas as pessoas simplesmente querem beber. Mal aproveitam as festas de maneira sóbria. Fora os que são “levados” por amigos porque não deu conta nem de ficar de pé. Minha Santinha Paciência. Não é isso que eu quero para a minha geração. As pessoas precisam curtir a vida com equilíbrio e sobriedade. Quem gosta de beber, beba com moderação, beba para degustar, para celebrar um momento e não para ficar fora de controle.

E não para por aí. O que tenho visto de fotos principalmente no Facebook de gente com copinho de cerveja, exibindo como se fosse um troféu, e gente caída de tão trêbada, realmente não é brincadeira. A falta de controle sai de cena e vai parar até nas redes sociais. Gente, pelo menos nas redes sociais nos poupe de momentos tão descontrolados. Imagine se um recrutador ou alguém que desejar contratar você ver uma foto sua deste jeito no seu perfil de Facebook. Apenas imagine.

Agora troque os papéis. Agora você é quem está contratando.  Você contrataria alguém que tem uma foto no Facebook dele mesmo caído numa calçada de tão bêbado? Você contrataria alguém que participa de comunidades como “Já fui trabalhar bêbado”ou “Já dirigi bêbado”? Certamente não. Se você tem coragem para fazer isso, com certeza será meio inconsequente também no ambiente de trabalho.

É preciso repensar a vida, dentro e fora da rede.

Equilíbrio já, ou não sei onde vamos parar.

LEAVE A REPLY