blogueiro-bruno-figueredo-nao-ter-filhos-dicas

A vida é cheia de cobranças, sejam as internas, nossas mesmo. É aquela voz que sempre diz que você poderia estar melhor, ou ainda as cobranças externas, que podem vir dos pais, da família, da namorada ou esposa, dos colegas de trabalho, da religião, da sociedade, do sistema, dos amigos  e de gente que pouco participa da sua vida.

Quando você está solteiro a cobrança é pra que você tenha alguém pra namorar.

Quando você namora, a cobrança é pelo casamento.

E quando você casa e acha que as cobranças vão acabar, enganou-se, bonitão.

Um dia depois de casar, todo mundo vai te perguntar quando terão filhos.

Há 7 anos e meio convivo com essa pergunta. Quando vocês terão filhos?

E quem tem um filho, provavelmente vai ouvir outra pergunta semelhante, de quando virá o próximo filhote.

O meu caso é um caso que está se tornando cada vez mais comum, o de casais que optam por não terem filhos.

Quando eu ou a Larissa respondemos que não teremos filhos, a surpresa e a cara de decepção das pessoas é gigante. Como assim? Um casal tão bonito e tão família não vai ter filhos? Não!  Não teremos.

Aí vem perguntas de todos os tipos, “Por quê?” e um sermãozinho básico, quase um livro com 1.000 motivos pra ter filhos.

O mais curioso é que muitos que falam que filho é a coisa mais maravilhosa do mundo, vivem reclamando de terem que buscar em escola, que não têm mais vida, que filho é caro, mas apesar de tudo, mesmo assim, vale a pena. E deve valer mesmo. Eu imagino que deve ser algo incrível um ser humano que nasceu de você. Fenomenal, mas…

Vamos aos motivos pelos quais optamos por não ter filhos:

Ser pai e mãe é uma vocação, e nem todos têm.

Tenho dó de muitas crianças pelos péssimos pais que possuem, que não têm condições psicológicas, sociais, educação e condições financeiras mínimas para oferecer uma vida digna aos filhos. Quanto pai despreparado mesmo por aí. Um moleque que não tem responsabilidade nem pra cuidar de si e vai tentar cuidar de outro, e nessa, acaba sendo muito mal sucedido na sua empreitada.

 

Ser pai exige tempo e dedicação

Eu acho melhor ser sincero do que negligente. Com a minha rotina corrida de trabalho e lazer (sim, eles se misturam na minha vida de 24h diárias), seria complicadíssimo ter tempo suficiente para cuidar de uma criança. Ela precisa de tempo, de atenção, de um pai presente, que busca, leva, que faz e acontece.

Minha vida e profissão são imprevisíveis. Quantas vezes eu acho que terei uma semana tranquila, daqui a pouco surge uma viagem e eu saio correndo pra embarcar. Quantas vezes acho que vou sair do trabalho as 18h e chego em casa meia noite (ainda bem que a Larissa é compreensiva e não fica de cara feia, rs)

E eu me sentiria muito mal de ver minha mulher dedicar tempo ao filho e eu não. Acho desleal com o filho, com a esposa e comigo.

E jamais iria terceirizar minha função de pai pra uma TV, tablet ou empregada, mil aulas: inglês, natação, jiujitsu, espanhol, francês, futebol, karatê, como muitos fazem e eu compreendo, mas prefiro não ser assim. Os pais de hoje em dia simplesmente põem o filho em mil aulas pra não ficar com a criança. Na boa? Acho que não precisa disso de tudo, e que infância é pra brincar, mas os pais, “preocupados” com o futuro acabam “matando o presente”, a fase mais linda, pura e inesquecível da vida, que só da gente lembrar já dá aquela saudade.

 

Ser pai exige paciência

Quem foi meu aluno em alguma faculdade desse meu Brasil, sabe que não sou dos mais pacientes. Sou daqueles que explica uma vez, e se precisar da segunda já ficará visivelmente desconfortável. A terceira vez já faço aquela cara e explico com tantos detalhes que chego a ser sarcástico. É um grande defeito, mas de fato não sou muito paciente. Como não ter paciência com criança? Impossível, é inerente ao pai precisar de paciência na criação dos filhos.

 

Pais maravilhosos, filhos nem sempre.

A cada dia fico mais surpreso com o fato de pais maravilhosos e que fizeram o dever de casa muito bem feito passarem vergonha com filhos inconsequentes, sem caráter, metidos em confusão, drogas, violência e em situações de constranger toda a família. E não foi por falta de uma boa educação. Isso com certeza gera um medo muito grande. Essa incógnita de como o filho será no futuro contribui e muito com a minha decisão.

 

Bruno, mas você não é cristão, você não tem fé, você não acredita na família?

Sou cristão, tenho fé, acredito na família, mas cada um faz suas escolhas e ninguém consegue escolher pelo outro. O mundo está de cabeça pra baixo! O certo hoje em dia é errado e o errado é certo.

 

É preciso ouvir a voz da fé!

A fé é um pedaço de Deus dentro de você. E lá no fundo, minha fé pede pra não ter filhos. Eu vou obedecer, e cada pessoa deve consultar a sua fé antes de ter filhos ou antes de tomar cada decisão.

O mais importante de tudo isso, é ter a consciência tranquila e estar bem consigo mesmo.

Para quem vai ter filhos, muitas dificuldades estarão pela frente, mas quando se nasce com aquela vocação, não existem barreiras intransponíveis.

E você, casado que optou por não ter filhos, lamento informar, mas poucos te apoiarão na sua decisão. A maioria vai cobrar, cobrar, cobrar e tentar te convencer sempre.

Eu com educação tento explicar, eles com falta de respeito tentam me convencer.

E a vida segue, sem filhos, no meu caso.

 

Conforme o título do post está no plural, a decisão de não ter filhos foi tomada em conjunto. A Larissa compartilha das mesmas convicções.

Este post não é uma campanha contra a paternidade e maternidade. Jamais! Muitos nasceram com essa vocação devem sim ir adiante, inclusive vários amigos, mas não é o meu caso. Serei tio e pai na fé de muita gente que anda orfã nesse mundão e precisando de um paizão pra ouvir, aconselhar e dar um apoio.

Até o próximo post!

4 COMMENTS

  1. Eu tive um filho fruto de um casamento que não deu certo. O tempo passou e meu filho tem 27 anos, é insensato, manipulador, falso e desde pequeno fala mal de mim, um psicopata dissimulado. Me anulei para fazer o meu melhor, mas eles não dão valor algum. Filho nunca foi e nunca será presente de Deus, basta olhar nos asilos.
    Meu filho não tem meu endereço, me casei novamente tem 12 anos e não quero nem saber de filhos, credooo! Ele me culpa pela a derrota dele na vida e queria que eu e meu marido atual o ajudasse financeiramente. Estou fazendo faculdade agora depois de velha pra recuperar meu tempo perdido e meu filho dizendo que sou egoísta me culpando pela necessidade financeira que ele passa hoje em dia. Eu não ajudo, não tenho pena, sou velha e ainda estou lutando por uma casa própria e pago a faculdade com dificuldade, se ele não tivesse nascido, eu estaria formada anos atrás e teria comprado minha casa . Ele é jovem e tem saúde e ainda quer me explorar. Eu sumi da presença dele. Quem realmente é inteligente, não deve optar por filhos. FILHOS SÃO ATRASOS DE VIDA! Filha é pior sempre aparece grávida de um vagabundo e faz os avós de babá. É uma cilada filhos e crianças são anjos enquanto não falam, depois que falam são perigosas igualmente um adulto. Eu já vi caso de mentiras de crianças levar pessoas a morte. Crianças são filhotes de seres humanos e existe crianças psicopatas. Quero ver meu filho longe de mim, se morrer nem vou chorar, vou sentir alívio, gerei um psicopata dissimulado, tenho pena da coitada que se relacionar com ele.

    • Olá sra. Gedélia!
      Eu li o blog, mas, o que mais me chamou atenção foi o seu comentário. Eu sinceramente acho que a sra não teve o amor dos seus pais e consequentemente é a mãe que a sra se descreve ser. Será que o seu filho pediu para nascer? Vc fala que se anulou para fazer o seu melhor… quem teve ele foi a sra certo? não fez mais do que obrigação! Se a sra que o pariu não o criasse, quem iria criar?
      é por causa de mães como a sra que existem pessoas adultas mal resolvidas, pq nem a sra tinha condições moral , psicologica e maturidade suficiente para ter um filho.A sra fala: …se ele não tivesse nascido, eu estaria formada anos atrás e teria comprado minha casa . Nuuussa… então é culpa do seu filho tmb a frustração na sua vida financeira ? e essa então: FILHOS SÃO ATRASOS DE VIDA! Ahhh então a sra foi um atraso de vida para os seus pais certo?
      (Quero ver meu filho longe de mim, se morrer nem vou chorar, vou sentir alívio…) Êita! Essa foi dura!
      Não estou aqui julgando a sua frustração de mãe, mas a sra escreve sobre o seu filho e dá para sentir o ódio daqui do outro lado da tela. O certo seria a sra orar e abençoar o seu filho, pois as suas palavras tem poder para abençoar ou amaldiçoar, Vc comete o mesmo erro do seu filho de culpar os outros pelo seu fracasso, a sra precisa se enxergar, buscar a ajuda de Deus, permitir que Ele entre no seu coração e provar do amor verdadeiro, só assim a sra vai conseguir mudar essa situação, se mudando primeiro, mudando seus pensamentos e seus olhos a respeito do seu filho, não temos o direito de julgar ninguém, seja quem for, mas falar a verdade é necessário ainda que DOA!
      Eu tive uma mãe assim, nas suas palavras eu vi a minha mãe falando, por isso eu estou escrevendo. Mas não me tornei uma má filha por isso, o erro dela não justificaria o meu. Mas tem algo que eu me agarro com todas as forças e antes de pensar em julga-la eu lembro:Honra teu pai e tua mãe, a fim de que tenhas vida longa na terra que o Senhor,o teu Deus, te dá. ÊXODO 20;12
      E também Deus diz na sua palavra, a palavra da verdade:
      Salmos 127:3-5
      Os filhos são herança do Senhor,
      uma recompensa que ele dá. Como flechas nas mãos do guerreiro
      são os filhos nascidos na juventude. Como é feliz o homem
      que tem a sua aljava cheia deles!
      Ter filhos ou não tê-los é uma opção que cada um tem e devemos sim respeitar, super concordo com o blog e com o que o Bruno escreveu, ele é quem sabe da vida dele. Mas se optar por tê-los, ame-os e os eduque de acordo com a palavra de Deus.

  2. Adorei seu texto. Eu sou solteira, nem estou namorando ainda, mas eu apoio o seu texto e concordo com ele. Não que eu queira seguir pelo mesmo caminho, mas compreendo 100% que ter filho é uma responsabilidade muito grande e que o casal deve ter consciência disso. Realmente nem todos querem ou estão preparados para assumir essa responsabilidade, e pessoas como vocês dois eu acho que são uma benção para o mundo, pois pensam muito antes de agir e tomam decisões que consideram serem corretas para vocês. Pra mim estão certíssimos, cada um deveria pensar melhor antes de ficar colocando filhos no mundo. Parabéns aos dois pelo discernimento. Repito que o mundo mais de pessoas assim, que agem com consciência.

LEAVE A REPLY