O Jejum de Daniel é um momento muito especial para mim. Mas antes de inicia-lo sempre faço uma avaliação da minha condição espiritual.

Quando fico sem ir na academia por meses ou sem ir no crossfit, percebo que um simples passeio com o meu cachorro no quarteirão me deixa cansado. Correr um quarteirão me faz mal. Por que? Porque a condição física não está legal.

Na fé também é a mesma coisa. Quando paramos de exercitar a nossa fé ficamos em uma condição espiritual ruim.

Em 2 Coríntios, 13; 5, temos o seguinte versículo:

Examinai-vos a vós mesmos se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não sabeis quanto a vós mesmos, que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados.   Versão da Bíblia João Ferreira de Almeida – Atualizada.

Na King James – Atualizada, diz assim:

Examinai, portanto, a vós mesmos, a fim de verificar se estais realmente na fé. Provai a vós mesmos. Ou não percebeis que Jesus Cristo está em vós? A não ser que já estejais reprovados.

Na primeira versão diz “se permaneceis”, ou seja, não é uma condição eterna. Permanecer é difícil. É um exercício diário. Permanecer exige atributos muito mais difíceis do que o simplesmente “conquistar”, porque é algo constante.

Já vi muitas pessoas conquistando bençãos, posições, cargos, atividades. A maioria delas não permaneceu. Porque os atributos para chegar são mais fáceis do que os atributos para continuar. O esforço é maior e constante.

Mas permanecer é um exercício diário, e somos humanos, podemos sair da frequência ideal da fé. Muitos acomodam, esfriam, se deixam levar por maus olhos, malícia, e acabam se contaminando na fé. Permanecem na igreja, mas não permanecem no centro vontade de Deus.

Antes de começar esse Jejum de Daniel, faça uma diagnóstico de como anda sua vida espiritual, sua fé, sua dedicação, seu temor, seus olhos espirituais, seus ouvidos, suas práticas, o que você fala, ouve, como você transmite Jesus para pessoas. E a partir do que você diagnosticar, faça o seu propósito neste Jejum de Daniel.

Você precisa ter um objetivo claro:

  • ser batizado no Espírito Santo
  • ser renovado e avivado
  • libertar dos maus olhos
  • libertar da malícia espiritual
  • ser mais engajado na obra Deus
  • se envolver mais com as coisas de Deus
  • orar mais
  • ler mais a Bíblia
  • fugir do pecado
  • não apenas deixar de fazer o errado, mas fazer o correto.
  • desenvolver seus dons espirituais

Não importa qual seja seu objetivo, tenha ele muito bem definido. É a partir do seu objetivo que você saberá o que fazer para atingi-lo. Confesse isso para Deus e o próprio Espírito Santo te guiará pelo caminho.

 

Até amanhã no próximo post do Jejum de Daniel.

 

 

3 COMMENTS

LEAVE A REPLY