Nenhuma novidade chega se o velho continua. Pra casa nova chegar, a velha tem que ficar pra trás. Pra você vestir uma roupa nova, você tem abrir mão de uma usada. Eu amo novidades! Meu perfil de sempre gostar de inovação, me faz ser apaixonado pelo novo.

No Jejum de Daniel temos que abrir mão de velhos hábitos, para quem novos venham chegar.

Eu lembro que quando tinha 12 anos de idade (hoje com 32) e quando me converti, eu já não queria mais a companhia dos meus amigos da escola. Os papos, as brincadeiras, e o ambiente não era mais propício a mim. E olha que na adolescência, você busca se inserir em grupos, ter amigos, namoradas e aquele ambiente de adolescente repleto de zueira, brincadeiras e curtição. Por receber uma nova mentalidade, a mente de Cristo, papinhos de namoro, ficar com fulana ou beltrana, baladinha, festa, comprar ingresso pra show…aff… não era aquilo que eu queria mais, automaticamente fui me distanciando daquele ambiente mundano. Super respeito quem gosta, mas não gosto disso, então que eu me retire, né? Foi o que fiz.

Mas… pra um garoto de 12 anos, em que tantas mudanças estão acontecendo no corpo e na mente, escolher Jesus realmente foi algo decisivo. É uma fase de muitas escolhas, que embora pais, professores e amigos te influenciem… há o seu poder de escolha. Foi uma decisão de gente madura e que sabe o que quer da vida. Eu que sempre gostei das coisas certas, das coisas do bem e de igreja, quando conheci a Universal com a minha mãe, eu olhei pra aquela igreja cheia de pessoas de fé…eu olhei e falei…é isso que eu quero por toda a minha vida. Amizades, mundo, shows, baladinhas? Ah, isso não tinha significado nenhum pra mim.

Eu me lancei naquela verdade, e Jesus me fez um bem danado.

Durante esses meus 20 anos na fé, pude acompanhar muitas pessoas e principalmente jovens, que muitas vezes ficam em cima do muro. Gostam da igreja, mas não querem abandonar amizades, companhias, festinhas. Não há como servir dois senhores. Viver em cima do mundo é a pior coisa que possa acontecer a alguém. Ser indeciso é um dos piores atributos. Ou é ou não é.

Em tudo na minha vida sempre sou decidido. Penso, penso e penso e tomo minha decisão. E lá atrás, quando decidi aceitar a vontade de Deus pra minha vida, eu confiei plenamente que os sonho de vida que Deus tinha planejado era muito melhor do que eu poderia, sozinho, com a força do braço, conseguir ou viver.

Só de olhar ao redor e ver toda a criação divina pra raciocinar de que Deus tem sempre o melhor para nós. E se Ele tem o melhor, porque não se entregar à Ele, viver da forma Dele? Chega a ser irracional uma coisa dessas, mas eu respeito, como faço com tudo na vida. O meu foco está em mim, a decisão dos outros são dos outros.

Se você é desses que está em cima do muro, experimente pular desse muro pro lado do Reino de Deus. Muitas pessoas por desconhecer tudo de incrível que tem no reino, se apega ao mundo por já ter vivido e gostado de alguns aspectos. Mas nada se compara a viver no centro da vontade de Deus, de viver um sonho que Deus sonhou pra você.

Aproveite esse Jejum de Daniel pra conhecer de fato esse plano do criador.

Como se envolver com as coisas de Deus e crescer nesse jejum de Daniel?

  1. Compre um Bíblia chamada Bíblia Viva. É a melhor linguagem para novatos na fé. Ela é incrível, é a melhor Bíblia da minha vida.
  2. Delete todas as músicas seculares do seu telefone e adicione playlist da fé. Eu ouço música secular sim, porém em menor proporção, mas no Jejum de Daniel, eu deixo ativada apenas as músicas evangélicas. A fé também vem pelo ouvir, então ouça músicas que edifiquem sua fé.
  3. Foque nas suas amizades da fé, em pessoas que te colocam pra cima, que falam das coisas do alto com você. Automaticamente, zere suas amizades do mundo, mesmo que por enquanto. Não que você vá ignorar, mas dê um tempo. Se for preciso, troque o chip do celular. Não deixe que as amizades conectem você ao mundo, pelo contrário, priorize amizades da fé, mesmo que poucas, elas valerão a pena.
  4. Crie o hábito de orar, sem ser de joelhos. Eu amo orar no trânsito. Mesmo de olhos abertos, eu contemplo toda a criação e aproveito pra agradecer por todas as bençãos recebidas.
  5. Crie uma nova rotina espiritual. Pra buscar uma renovação espiritual, eu que estava indo na igreja apenas quartas e domingos, adicionei também a terça e a sexta-feira. Essa simples mudança me fez super bem. Aumentar um dia ou uma reunião fará diferença no resultado.
  6. Tenha sempre o hábito de ler um livro com temática cristã. A leitura da Bíblia é indispensável, mas o livro pra complementar vai ser super interessante. Eu te indico: Uma vida com propósito, Nos Passos de Jesus ou Jesus: o maior psicólogo que já existiu. São livros que mexeram muito comigo e me provocaram mudanças internas sensacionais.

 

Gostou?

Conte para seus amigos que no Blog do BF tem cobertura diária sobre o Jejum de Daniel e muitas experiências compartilhadas!

Amanhã no blog vou contar sobre o que esse meu novo comportamento quando converti aos 12 anos provocou nos meus amigos e famílias. Você já deve imaginar, né?

1 COMMENT

  1. BF, curti demais o artigo. É chegada a hora de priorizar as coisas que vem do Alto. Diante desse mundo conturbado e infeliz, vamos nos apegar ao nosso Pai maior para sermos ainda mais felizes!

LEAVE A REPLY