Hoje eu joguei o Hyldo Pereira no Google. Ele é o criado da hashtag #LuizaEstanoCanada que bombou esta semana e virou meme. Ele já havia conversado comigo ontem, no programa Em Pauta na rádio Cultura.

Hyldo_Pereira_criador_hashtag_Luiza_Canadá

Bruno Figueredo:  Quem é Hyldo Pereira?

Sou jornalista e radialista de 28 anos apaixonado pela profissão, amante das redes sociais e sagaz por novas descobertas. Um amante a moda antiga e um bom filho.

Bruno Figueredo:  Quem é Luiza e quem é seu pai?

Luíza eu não a conheço pessoalmente. Pelos registros de amigos e familiares ela é estudante e tem um bom relacionamento os com colegas. O pai dela – Gerardo Rabello – é um tradicional colunista social e promoter de vários eventos. Da mesma forma, eu não tenho contato com ele pessoalmente.

Bruno Figueredo:  Como surgiu a hashtag #LuizaEstanoCanada?

A princípio, a hashtag #LuizaEstanoCanada surgiu como forma de criticar um comercial de um empreendimento imobiliário paraibano  no qual o colunista Gerardo Rabello “ Fiz questão de reunir toda a minha família, menos Luíza que está no Canadá”.

Ao assistir o comercial achei a frase desnecessária e daí comecei a questionar no meu twitter e fiz as seguintes perguntas: “A quem interessa que #LuizaEstaNoCanada ? Será que a ida de Luíza ao Canadá, as vendas vão aumentar? Com isto, deu início a uma explosão nas redes sociais e todo mundo começou a usar a hashtag #LuizaEstaNoCanada. Ressaltar que a propagação da tag ganhou uma dimensão graças a tuiteira CrisL que contribuiu para febre.

Porém, o clima de crítica rapidamente foi revertido e a hashtag virou para o lado lúdico, cômico. Inesperadamente, artistas, políticos, atrizes e etc, começaram a satirizar e sentir falta de #LuizaEstaNoCanada.

Aqui em João Pessoa, até o cantor Lenine em um show sentiu falta da Luíza: “Está todo mundo aqui, menos a Luíza que está no Canadá”.

Bruno Figueredo: Quando viu que a hashtag virou trending topics você ficou com medo disto te prejudicar, já que o pai dela é meio influente na sua região?

Um pouco apreensivo. Não porque ele é ‘influente’, mas por que de publicidade é de um amigo e isso, em tese, poderia prejudicar as vendas dos apartamentos.

Bruno Figueredo: Depois que viu um comentário do nada cair no gosto popular, vai tomar mais cuidado ao publicar alguma coisa no Twitter?

Sim, claro. Eu não tinha noção – até então – da força do meu Twitter. Tanto porque como comunicador a gente tem que ter cautela nos nossos comentários. A partir de agora, serie mais comedido (risos).

Bruno Figueredo: O que você sabe do paradeiro de Luiza?

O que eu sei é o que a imprensa tem noticiado. Como não tenho contato diretamente com ela e a família, não sei o paradeiro dela. Mas, dizem que ela já está na Paraíba.

Bruno Figueredo: O pai dela levou a brincadeira numa boa ou ficou receoso?

Segundo ele, no início ficou um pouco apreensivo, mas depois que a tag virou uma ‘brincadeira’ relaxou e, inclusive, ele também começou a usar a hashtag. E não tem como relaxar, vai é faturar e muito com a hashtag #LuizaEstaNoCanada ( risos).

Obrigado Hyldo pela entrevista!

Sexta-feira que vem vou jogar uma pessoa ácida por aqui. Eu te espero!

LEAVE A REPLY