Ele é a vestimenta que nós obreiros (cabe para todas as denominações) usamos para servir o nosso Deus.
Não é mais uma roupa. É aaaaa veste. Ela é consagrada por Deus, e quanto mais o tempo passa, quanto mais você serve a Deus, mais aquele uniforme vai sendo consagrado e se tornando ainda mais especial. Ele representa a sua farda, e quantos não são aqueles que até conseguem te-lo por um breve tempo, mas não conseguem mante-lo. Não digo que ele representa espiritualidade, mas tem a sua representatividade quando dentro de um contexto.

Esse uniforme pode não ter valor algum para sua família, vizinhos e colegas de trabalho. Alguns podem até trata-lo com desdém, principalmente para as mulheres mais jovens, que às vezes o uniforme dá uma seriedade maior (por ser um vestido formal). Mas para você, ele deve ser visto como uma jóia preciosa, aquele tesouro cujo a Bíblia fala que deve ser escondido e tratado com seu devido valor.

Ele não deve ser lavado com outras roupas, mas separadamente. Deve ser passado com critério, seguindo as dicas da etiqueta e suas devidas instruções. Deve ser transportado com zelo, e não jogado como uma camiseta qualquer.

E quando você for comprar o seu uniforme, compre a melhor camisa, a melhor calça, o melhor sapato. Não seja mesquinho diante do Seu Senhor. Invista, afinal, o seu uniforme também é uma oferta.

Vou contar um testemunho! Na inauguração do Templo de Salomão, eu seria consagrado a obreiro. Na oportunidade eu fui na loja de ternos mais cara da minha cidade Uberlândia, a Brooksfield e comprei o terno azul marinho mais bonito e mais caro que tinha na loja. Eu orei antes de ir até a loja e falei que seria a maneira de mostrar para Deus que Ele merecia o melhor. Tive experiências incríveis com aquela farda da fé.

Muitas pessoas investem rios de dinheiro em um vestido de noiva cujo casamento acaba em semanas. Gente que gasta uma fortuna numa fantasia de carnaval (nada contra, cada um gasta com aquilo que gosta e lhe dá prazer). Mas o servo de Deus deve investir dinheiro sim no seu uniforme, e depois dedicar carinho, zelo e cuidado com a sua veste sagrada.

O blogueiro Bruno Figueredo veste @instintobrunique

LEAVE A REPLY