dicas-como-paquera-online-internet-como-arrumar-namorada-namorado-encontro-real1

As redes sociais potencializaram os relacionamentos entre as pessoas, inclusive as relações amorosas. Porém, no passado quando estávamos numa interação ao vivo e em cores numa festa ou balada, podíamos emitir sinais de que estávamos interessados em alguém: um contato visual direto e repetidas vezes, um sorriso aberto, além de uma abordagem mais direta, como uma apresentação e iniciação de uma conversa.

Na era digital os sinais de paquera ainda parecem obscuros, dependendo da abordagem. Não raras são as vezes em que ouço as pessoas dizerem, que alguém curte suas fotos na rede, cometam, e que se isso seria um sinal de interesse. Outras vezes, pessoas dizem que curtem as fotos, comentam e que a outra pessoa não parece interessada, pois não retribui da mesma forma. Será que curtir e comentar são o suficiente para mostrar interesse? Esse já é um bom ponto de partida para a nossa reflexão. A psicóloga Teresa Cristina separou 5 dicas para você transformar sua paquera digital em um encontro presencial.

 

 5 dicas para que a paquera online se transforme num encontro:

1ª) Não fique só Like, Like, Like.

Você curte e comenta as fotos da pessoa em que você está interessado? Ótimo, mas isso é só o início, você está aparecendo, assim como alguém poderia vê-lo em qualquer lugar. Somente essa atitude não demonstra claramente o seu interesse. Assim, inicie uma conversa pelo chat.

 

2ª) A abordagem ao iniciar a conversa faz toda diferença.

Existem abordagens que são agressivas, nas quais a pessoa diz: “Te achei muito gata, você tem namorado?”; “Oi, linda, pelo seu perfil, já estou louco por você.”, tal abordagem tem grandes chances de intimidar a outra pessoa. Iniciar uma conversa de forma mais branda e menos íntima e intimidativa lhe confere a oportunidade de conhecer um pouco mais o estilo da pessoa para dar seguimento à conversa. Assim, iniciar com um “Oi, tudo bem?” ou Olá…é simples e um bom começo.

 

3º) Nada de esconde e esconde!

Evite iniciar uma conversa e depois desaparecer por alguns dias. Brincar de “pique-esconde” era muito legal na infância, mas “aparecer e sumir” na rede é algo que desfavorece a paquera. Caso você fique indisponível por algum motivo de força maior, vale a pena deixar um recado para a paquera de que isto ocorrerá e que assim que puder você retomará o contato.

 

4º) Avalie a receptividade e a emoção do outro lado.

Perceba os sinais da outra pessoa: dar continuidade a conversa, passar algum tempo retribuindo a atenção, receber “emoticons” com emoções positivas são sinais que a pessoa também demonstrou algum interesse em você.

 

5º) Tenha uma atitude: do digital para o real.

Parta para a ação concreta: após as dicas anteriores e com a percepção de que a pessoa lhe deu abertura o suficiente, peça o telefone e convide a paquera para um encontro. É importante ter observado o que a pessoa gosta, quais são suas preferências, e também expor o que te agrada. Assim, você não corre o risco de convidar uma vegetariana para uma churrascaria, e poderão marcar algo que seja agradável para ambos. Além disso, é importante telefonar para ouvir a voz e já começar a “quebrar o gelo” caso você ainda não conheça a pessoa. Nada de marcar o encontro pelo chat.

 

Agora com essas dicas você já pode aproveitar os canais de comunicação online para paquerar e quem sabe encontrar alguém especial.

 

Colaborou: Teresa Cristina Martins Silva, psicóloga clínica, Mestre em Psicologia da Saúde e especializanda em Terapia familiar e de casal.

LEAVE A REPLY