A Suécia chamou atenção nas redes sociais ao lançar seu perfil oficial no Twitter. A diferença, porém, é que quem atualiza a conta são os cidadãos comuns. O projeto, chamado de Curators of Sweden, entrega o acesso ao perfil a uma pessoa diferente a cada semana. O objetivo da iniciativa é mostrar ao mundo a pluralidade do país, com cada curador narrando a sua visão da Suécia por um ângulo não visto normalmente nas mídias de massa.
O Swedish Institute e o VisitSweden, os órgãos por trás do projeto, esperam, com isso, o compartilhamento de histórias e informações de alguma forma relacionadas à Suécia, gerando interesse e curiosidade tanto em turistas como potenciais parceiros comerciais.
Confira aqui o perfil, que nesta semana está sendo atualizado pelo jovem Adam Arnesson. O mais interessante é que os usuários têm total liberdade para escrever lá, sem a necessidade de qualquer aprovação de conteúdo.Conta

Twitter-Suecia-cidadados-comuns

Conta no Twitter sempre requer atenção, principalmente se esta for de uma pessoa conhecida, empresa ou órgão. A Suécia mostrou porque é a Suécia. Essa notícia está rodando o mundo pela sua ousadia.

A Suécia por meio da VisitSweden (agência oficial de turismo do país) lançou a pouco tempo seu perfil oficial no Twitter para falar do país. Até aí nada demais, a não ser pela ousadia. O perfil não é atualizado por uma assessoria de comunicação, formato tradicional que vemos sendo utilizado no mercado. Quem atualiza o perfil são cidadãos comuns. O que mais chamou a minha atenção é que os caras podem twittar o que quiserem, sem que ninguém tenha que aprovar previamente. De-ma-is! A cada semana um novo cidadão é escolhido para twittar no perfil que já conta com mais de 15 mil seguidores e mais de 1900 postagens.

O nome do projeto é “Curators of Sweden” e tem como objetivo mostrar ao mundo a diversidade do país, com uma visão de quem está fora do governo, sem vício, sem influência e totalmente à vontade. Cada cidadão escolhido que também é chamado de curador narra a sua visão de Suécia diferente da que estamos acostumados a ver pelos veículos de comunicação de massa.

A ideia é muito legal e deve agregar muito ao perfil, já que nem sempre acreditamos nas informações postados em perfis corporativos por sabermos que existe uma maquiagem. Nós seres viventes em redes sociais acreditamos em gente. Gente acredita muito mais em gente do que em empresa, governo ou blá blá blá por aí. Desta maneira, pessoas do mundo inteiro poderão se interessar pelas histórias, fotos, “causos” e pela Suécia do ponto de vista das pessoas, sem maquiagem, sem forçar a barra. Isso pode fortalecer ainda mais o posicionamento do país no mundo e posteriormente seu turismo. As redes sociais trabalham com isso, com a curiosidade em saber o que o outro faz. Vai ser muito mais interessante seguir um perfil da Suécia que é alimentado por gente como a gente.

O agência de turismo oficial do país  é responsável pelo “Curators of Sweden”, que em português quer dizer “Curadores da Suécia”. A agência espera que a geração dessa curiosidade pelo país fortaleça o potencial turístico e parcerias comerciais na Suécia. Não é apenas este esforço que pode gerar grandes resultados, já que ao procurar por um destino turístico consultamos várias fontes, inclusive os buscadores (Google ou Bing). Os blogs neste aspectos e milhares de outros usuários de redes sociais continuarão a influenciar as escolhar, fora a mídia tradicional. A ideia é ótima, mas está longe de ser um grande motor gerador de demanda turística. A intenção vale, vale. A inovação, ousadia e vontade valem, valem demais. Desejo realmente que se torne um sucesso.

Mas nesta vida, nem tudo é como a gente espera! A princípio a agência de turismo esperava que os cidadãos twittassem aspectos turísticos do país, mas não é o que vem acontecendo. Os quatro participantes que já participaram da empreitada têm levado o negócio bem para o lado pessoal, interagindo inclusive com os amigos. A agência está deixando o negócio rolar solto. Acompanhe o Twitter @sweden para ver como tem sido a experiência de gente comum em uma conta no Twitter de um órgão do governo.

O CEO da VisitSweden justificou a ação audaciosa ao TheNextWeb. “Ninguém é mais dono da marca da Suécia do que seu povo. Com essa iniciativa nós deixamos que eles mostrem a Suécia para o Mundo”.

Concordo com esta frase, mas não é todo país que está preparado para algo tão democrático, transparente e solto desse jeito. Imagina um país como o Brasil, que vire e mexe o governo está querendo barrar o poder de liberdade da imprensa. Jamais o governo iria entregar uma conta oficial aos seus cidadãos. O que ia dar de delete em twetts digitados. Ia ser uma loucura! Coitado do cidadão que fosse escolhido para twittar durante uma semana. Ia ser comprado rapidinho, fora as mensagens espontâneas que ele iria precisar deletar “à vontade”.

Voltado ao lado rico do mundo, esta semana quem está no comando do perfil @sweden é o estudante Adam Arnesson. O rapaz é o quarto a executar as atividades twístticas, que tem seu perfil pessoa no Twitter, o @EkoBonden.

Adam Arnesson no Twitter oficial da Suécia


O site para acompanhar o projeto e as twittadas dos cidadãos é  o www.curatorsofsweden.com

LEAVE A REPLY