dicas-para-manter-pintura-carro-ford-blogueir-bruno-figueredo-uberlandia-minas-gerais

Nós, homens, temos mais cuidado com o nosso carro do que às vezes com a nossa aparência, não é verdade?

São muitos os caras que ficam até 2 meses sem cortar o cabelo, mas lavam o carro toda semana. Muitos homens cuidam mais do carro do que das próprias esposas ou namoradas, rsrsrs.

Independente do grau de amor ao seu carro, eu e a Ford reunimos 7 dicas para manter a pintura do seu carro mais bonita e por mais tempo. Bora lá?

 

Cuidado com os insetos!

Me dá gastura e até um mal estar ver aquele tanto de inseto grudado no carro, principalmente nos vidros, quando viajo. É sério! Insetos grudados no carro, mesmo que pequenos, podem danificar a pintura. Esses animais são surpreendentemente ácidos e, se não forem devidamente removidos, podem marcar a pintura.
Fica a dica: não demore muito tempo para limpar insetos grudados no carro – conforme o tempo passa, eles se tornam mais difíceis de remover. Se você agir rápido, basta um pano macio, água e shampoo próprio para veículos, ou um pouco de cera de polimento.
Parou no posto pra abastecer, já pede pra jogar aquela água para dar a primeira arrancada geral na comunidade de insetos.
Chegou no seu destino? Bora lavar o carro de maneira especial.

 

Combustível

Ao abastecer o combustível evite encher o tanque até a borda, o que aumenta a chance de derramamento. Quando o frentista do posto perguntar se quer por mais um pouquinho, agradeça. Tá ótimo!

Caso aconteça do combustível cair e c não for limpo imediatamente, pode causar manchas e perda do brilho. Dica: para evitar manchas escuras em volta do bocal, se deixar vazar etanol ou gasolina limpe o mais rápido possível com um pano de microfibra. Pode-se usar também um pouco de cera limpadora.

Por via das dúvidas, desça do carro e dê aquela conferida. Os frentistas em sua maioria são cuidados, mas tem uns carinhas que sabem fazer lambança, né?

 

Presente de pássaros

Sem dúvidas esse é o que mais irrita qualquer homem apaixonado po carro: detritos de pássaros.
Os excrementos de aves podem causar danos sérios na pintura. Compostas de frutos, sementes e mesmo pedaços de cascalho, essas fezes ácidas e granuladas podem manchar e arranhar a tinta se ficarem em contato por muito tempo.

A dica é simples, mas salva a pátria. Assim que detectar a sujeira da “ave”, jogue um pouco de água e sabão e use um pano de microfibra macio para limpar com cuidado a área. Evite movimentos fortes e que possam causar arranhões. Não é a força meu caro!

 

Pedriscos também são prejudiciais

Pedras soltas, pedriscos e cascalho são comuns nas estradas ou na cidade quando eles tapam buracos. Com o movimento, podem bater no carro e lascar até as camadas mais profundas da tinta. Dica: trate esses arranhões o mais rapidamente possível para garantir a proteção contra corrosão.
Quem opta pela proteção de pintura fica um pouco mais resguardado, mas deve sim levar na empresa de sua confiança.

 

Marcas de dedos

A gente paga caro pro sujeito vir e escrever “me lava” no carro da gente.
Pode até ser um amigo querendo te zuar, mas, o atrito do dedo com a sujeira pode agir como uma lixa sobre a pintura. Não é de Deus!
A dica é: previna-se, limpando o carro sempre que necessário com um espanador. Para remover pequenos arranhões, use um pouco de polidor.

 

Cinzas também acabam com a beleza da pintura

A poluição do ar pode deixar uma camada de cinza e fuligem no seu carro. Mas jogar água, nesse caso, não é o ideal: água combinada com cinza tende a criar uma base alcalina corrosiva.

A dica é: mantenha o carro coberto se for estacionado fora. Para remover a cinza, use um espanador. Só depois lave com água.
Em cidades onde são comuns as queimadas, evite deixar o carro em local aberto durante esse período. É um saco isso, mas ajuda a preservar a pintura.

 

Acessórios de limpeza

A maioria dos homens negligencia e acaba usando produtos de cozinha para lavar o carro. Opa! Atenção, meu amigo! Usar esponjas ou panos de limpeza macios para lavar o carro não basta, se eles estiverem contaminados com detritos. Outra questão é quando os produtos caem no chão, principalmente panos ou flanelas. Eles podem ficar com areia ou sujeira e arranhar a pintura.

 
Dica: se o pano ou a esponja cair no chão, lave ou pegue um novo. É útil manter um ou dois panos de reserva para evitar riscos.
Curtiu as dicas? Compartilhe com seus amigos.

Agradeço a Ford pela parceria na criação desse post.

LEAVE A REPLY